LIFESTYLE – Blog da Dominique do Valle - Page 3
Browsing Category

LIFESTYLE

LIFESTYLE MODA

CHAPÉU: ALERTA TREND

Se tem um acessório que não sai da minha cabeça, literalmente, é o chapéu! Tá, não uso todos os dias, mas bem que gostaria. Ele é o tipo de peça que tem o poder de deixar qualquer look super estiloso e cheio de personalidade. Cá entre nós, sempre tive muita personalidade e, apesar de me policiar bastante, adoro looks arrasadores, o que de fato é um problema para algumas de vocês, não é?! Tenho certeza que vontade não falta, mas a coragem… Hehe. Por isso, uma dica para quem se acha linda de chapéu, mas nunca saiu de casa com um: SAIA! Garanto que o dia que sair, irá se apaixonar pela sensação de estilo. Para dar mais um empurrãozinho, trouxe alguns modelos que amo e são super estilosos, vejam:

título-floppy

Esse modelo é ícone da década de 70, voltou com tudo e tem uma pegada total boho. Feito de feltro, com copa arredondada, aba grande e flexível. Além do despojado estilo boho, pode ser combinado a visuais românticos. Cai super bem com kaftans, quimonos, vestidinho ou até mesmo com um look invernal.

floppy

Outra dica para se jogar de cabeça nesse trend é começar por um modelo de cor semelhante ao tom do cabelo e apostar em looks básicos para combinar com a peça. Isso dará segurança e transmitirá que você tem estilo, de forma mais discreta. Além de não chamar tanta atenção para o item.

título-fedora

O Fedora é um modelo entre o Floppy e o Panamá, pois é feito de feltro e possui depressão na parte superior. Além dessas características, sua aba é média, reta e tem acabamento com fita de gorgorão. Tem um ar masculino e serve para equilibrar looks delicados com todo seu estilo. AMO a combinação deste modelo com um blazer com jeans rasgado! Deixa um ar bem despojado.

fedora

Não só acrescenta estilo, o chapéu é ideal para todas as estações, proporcionando proteção do sol ou protegendo do frio. É um acessório atemporal. Apesar de não ser muito comum para público brasileiro, ao redor do mundo podemos buscar muitas tendências desse item no street style.

título-panama

Esse modelo tem uma pegada bem verão. É o único dos três que só fica bacana em dias quentes com roupas leves, na praia ou piscina. Tem o formato igual ao Fedora, porém ele é feito de palha, com aba média, tem cores claras e acabamento com fica escura.

panamá

No Brasil é muito comum vermos nas famosas, blogueiras e pessoas com estilo. O modelo da vez é o floppy, com abas longas e flexíveis. Muito usado em festivais, esse é realmente o tipo oficial das blogueiras! As brasileiras Thássia Naves e Camila Coelho já postaram muitas fotos com ele. Por acaso, foi o que escolhi e tenho usado muito por aí. Vocês gostam?

Meu nome

 

 

BELEZA E CUIDADOS LIFESTYLE

PALEO – MINHA ALIMENTAÇÃO

Olá, gatas garotas! Tudo bem?

Segunda-feira é dia de falar de alimentação, saúde e bem-estar. O assunto de hoje envolve muitas dúvidas e questionamentos que recebo. Vocês sabem que minha alimentação é a Paleo Low Carb, sempre falo por aqui, no meu Instagram, Snapchat e até no canal.

O que muitas não sabem é quais são os alimentos que fazem parte deste modo de vida. E é sobre isso que converso hoje. Vamos lá?

Em primeiro momento, vamos esclarecer uma coisa. Há quem chame esta alimentação de “Dieta Paleo Low Carbo”, sinceramente, prefiro não utilizar o termo “dieta”, pois ele imprime uma conotação errada. Paleo é muito mais que uma dieta, é um tipo de alimentação, um modo de vida. Assim como existem os vegetarianos, veganos, enfim. Ok?!

Apesar do nome ser complicado para os novatos, garanto explicar de uma forma bem simples. Na verdade, poderia até resumir em duas palavras: sem carboidratos. Mas, isso não seria o suficiente para compreender. Então, vejamos:

minha-paleo-1

minha-paleo-2

Com estas primeiras informações, resumi facilmente o que é consumido nessa alimentação. Para quem já acompanha o blog, deve ter visto minha explicação sobre a história Paleo, meu emagrecimento e sugestão de cardápio. Para quem chegou agora, veja mais neste post aqui e no vídeo. É importante esta leitura complementar. Assim é possível entender que, na realidade, se pode comer tudo o que não é processado.

É bem simples, o que você puder pegar direto na natureza e comer, sem o auxílio de máquinas ou da indústria alimentícia, é permitido. Ou seja, comida de verdade, alimentos que existem exatamente para alimentar e nutrir, sem a necessidade de qualquer alteração industrial.

Evidentemente que deve temperar, cozinhar seus alimentos, se necessário e até mesmo poderá alterar naturalmente. O “pegar e comer” é só para dar alusão a Era Paleolítica. Atenção: Se o alimento passar por vários processos industriais, sofrer alterações por adição de químicos, por exemplo, nem pense em comer!

minha-paleo-3

  • OBSERVAÇÕES: 

OVO: É um alimento completo e sem contraindicações. Consuma todas as suas formas.

DICA: Ao fritar, prefira óleo de coco, manteiga (não margarina) e em última opção opte por óleos a base de grãos ou sementes, estes dois últimos não azem parte da alimentação.

VERDURAS E LEGUMES: Todos os tipos podem e devem ser consumidos. Proporcionam inúmeros benefícios, além de ser ótima fonte de fibras.

GORDURA NATURAL: Estes são alimentos chave para o processo de emagrecimento, visto que dão saciedade por mais tempo.

DICA: mantenha distância de gorduras “Não-naturais”, como margarina, gordura vegetal hidrogenada, óleos com origem em sementes e grãos.

TIPOS: Óleo de coco, manteiga, maionese e azeite de oliva.

OLEAGINOSAS: Os famosos “nuts” são permitidos e são uma excelente ideia! Como café da manhã, lanches ou para substituir os “salgadinhos”. Eu adoro e levo sempre um mix na bolsa. Bateu a fome, é só abrir e comer.

DICA: Fuja deles se forem caramelizados! E de preferência, escolha os sem adição de sal.

TIPOS: Amêndoas, castanhas de caju e do Pará, noz pecam e pistache.

minha-paleo-4

  • OBSERVAÇÕES:

RAÍZES: Aipim, beterraba, batata doce, cenoura, por exemplo.

FRUTAS: Banana, laranja, maçã, mamão, uva,…

LATICÍNIOS: O mais adequado é evita-los, se estiver em uma dieta paleo. Caso queira consumir, opte pelos full fat: queijos amarelos (têm quase nada de carboidratos, ao contrário dos queijos brancos às vezes possuem até adição de farinha em sua composição), leite sem lactose (a lactose é um tipo de açúcar do leite) e iogurtes normais (nada de procurar por “light” isso não existe! Iogurte é feito da gordura do leite, logo, e se light é “não ter gordura”o que danado tem dentro da embalagem?! Já tinha pensado nisso?) o melhor é fazer o iogurte grego caseiro (fica muuuito gostoso).

Resumindo, evite leite com lactose, e saiba escolher seu queijo, coalhada, iogurte natural e manteiga.

ÁLCOOL: Se consumido com moderação, não atrapalha o emagrecimento, visto que não gera o aumento de insulina. Ao ingeri-lo, prefira bebidas com pouco carboidrato, como vinhos e espumantes secos (com suave tem muita adição de açúcar). Evite cerveja.

Muitas pessoas estranham o fato de eu ter esta alimentação, justamente por falta de informação. É importante ressaltar que este texto é sobre minha alimentação, como já expliquei lá no início, e não sobre minha “dieta”. Claramente ninguém viveria de fazer dieta, mas não custa nada eu deixar claro, né?!

Além de eu ter falado, no início do texto, sobre a diferença entre dieta e alimentação, contei que nem sempre sigo uma low carb. Na verdade, sempre que posso, me mantenho na linha, porém, me permito consumir alguns alimentos com carboidratos complexos, como batata doce, arroz integral 7 grãos, feijão, etc. E algumas extravagâncias alimentares, às vezes, porque não sou obrigada a passar vontade! Haha.

Pois bem, o que interessa desse último trecho é dizer que existem duas formas de alimentação, uma para cada necessidade.

  • PARA EMAGRECER:

Evita-se o consumo dos itens listados como “consumir com moderação”. Ou seja, não se ingere carboidratos além de 23g diárias, que é o necessário para o organismo não perder massa magra.

  • PARA MANTER O PESO E A SAÚDE:

Se obtem com o consumo dos itens do texto, sempre que tiver fome. Respeitando o organismo e as regras desta alimentação, isso é essencial para o sucesso.

Meu nome

BELEZA E CUIDADOS LIFESTYLE

Saiba os benefícios e modos de preparo de três itens: Água, limão e gengibre

Olá, time!

Temos gostos diferentes, mas o intuito aqui é o mesmo ou semelhante. Emagrecer, ter saúde, manter o peso ou o foco na dieta. Enfim, essa dica de hoje serve para todos esses objetivos e muito mais!

Vejam:

  • Benefícios
  1. Auxilia o emagrecimento – acelera a queima de calorias do organismo;
  2. Fonte de vitamina C – previne gripe e resfriados;
  3. Antioxidante natural – retarda o envelhecimento das células;
  4. Auxilia na absorção dos nutrientes consumidos – ajuda o organismo funcionar melhor e mais rapidamente, promovendo a melhor absorção dos nutrientes que são consumidos.
  5. Anti-inflamatório;
  6. Combate a celulite – por desinflamar as células de gordura;
  7. Limpa as impurezas do organismo
  8. Reduz o inchaço – por serem diuréticos;
  9. Reforça o sistema imunológico
  10. É termogênico – promove a queima de calorias e eliminação de gordura corporal, além de ótimo para se consumir antes de atividades físicas.

Com tantos benefícios, não precisaria nem falar mais nada, né?! Só para dar mais uma forcinha, vou ensinar alguns modos de preparo. Certamente ao ler, a primeira forma que veio a cabeça foi da água aromatizada. Mas, nem só de água aromatizada vive o mundo, meu amor. Para alcançar aqueles benefícios, podemos também fazer chás, sucos e temperar os alimentos.

Limão e gengibre

  • Modos de preparo
  1. Água aromatizada: Ao contrário do que se diz por aí, não recomendo o preparo de mais de 500ml (2 copos de água) para que seja consumido ao longo do dia. Exceto se for sair e levar a mistura preparada ou, se for consumida por duas ou mais pessoas naquele momento, numa reunião de amigos ou com sua família, por exemplo.  Caso contrário, prepare no máximo 500ml, pois esta quantidade certamente será consumida em um curto prazo. Pq tanto cuidado? É simples, quando mais tempo passar do preparo, mais as propriedades, vitaminas, enfim, do limão e do gengibre irão embora. Então, fique atento para esse detalhe. A não ser que goste é do sabor mesmo.
  2. Chá: Ao ferver a água, desligue o fogo. Acrescente fatias de gengibre e ao servir, esprema o limão. (A quantidade de gengibre vai de acordo com o paladar de cada um, eu adoro o sabor de gengibre, então coloco mais, há quem não goste, então é só colocar menos. Não é uma poção mágica, não tem medica certa. O certo é não exagerar.)
  3. Suco: No liquidificador, adicione 25oml de água (1 copo), 1 limão (sem a “casca verde” deixe só a branquinha), um pedacinho de gengibre (coloco do tamanho de uma colher de chá) e bata tudo. Sirva sem coar! Também pode juntar outros ingredientes como folhas de couve, alface, e outras opções verdes que tiver na geladeira. Não, não fica com gosto de couve e nem de alface! Garanto. Dica: Evite adoçar, se sentir necessidade, utilize adoçante. Outra, procure não usar uvas, elas assim como o suco de laranja devem ser evitados para quem quer emagrecer.
  4. Na comida:  Adoro limão e gengibre, então sou suspeita. Mas, minha dica para coloca-los na comida é não só temperar, mas para compor. Na salada, troque o vinagre por limão. É só espremer por cima. Rale gengibre e acrescente. No frango, tempere com limão e adicione seus temperinhos preferidos. Rale ou pique gengibre e acrescente para finalizar. Faça o mesmo com peixes. (Não sou nenhum especialista, mas, não acho que gengibre combine com outras carnes).
  5. Picolé:  O modo de preparo é o mesmo do suco. É só colocar em forminhas e levar ao congelador. Dica: Caso não tenha forminhas, utilize saquinhos tipo de “sacolé”, “geladinho”, ou copos descartáveis (assim como ensinam a fazer as paletas caseiras) e coloque palitos de picolé.

P.s.: Procure não coar para não perder as fibras das frutas.

Picolé


Curtiu as dicas? Deixe sua opinião nos comentários!

Beijo,

Domi.

Siga-me nas redes sociais:

social_medias

BELEZA E CUIDADOS LIFESTYLE

Receitinha: Paçoca Fit

Olá, time! Tudo bem?

Trouxe uma receitinha para começar bem o dia ou para deixar suas tardes mais gostosas! Quem gosta de paçoca? Daí você pensa: “Humm… Eu amo Paçoquita deli e cheia de açúcar”. Então, vou te ajudar a esquece-la! Como?! Ah, meu bem, a primeira vez que fizer essa receita, nunca mais esquecerá de como é gostosa.

paçoca_01

Vamos lá?

  • Ingredientes
  1. 2 col. sopa de Pasta integral de amendoim (uso a Amendo Power – zero açúcar, glúten e lactose. Apenas 3,2g de carboidrato por col. de sopa e 4,3g de proteína)
  2. 1 col. café de Adoçante culinário (uso Lowçucar – é o melhor adoçante que já encontrei)
  3. 1 col. sobremesa de Cacau em pó (uso um 100% cacau e é orgânico, sendo que é difícil achar a marca para vender. Da última vez analisei os que tinha no super e verifiquei que o melhor, segundo o rótulo é o Garoto com 4,3g de carboidratos e 5,3g de proteína em duas colheres de sopa)
  4. 1 pitada de Canela

P.s.: O cacau e a canela ficam a seu critério. Eu gosto de variar, para não enjoar do gosto da pasta de amendoim.

  • Modo de preparo
  1. Misture bem todos os ingredientes. Leve ao fogo médio, sempre mexendo, até começar a dourar. Sirva quentinho (ou não. hehe) em um potinho. (Dica: polvilhe canela ou cacau por cima). Ou enforme e deixe esfriar, assim ele ganhará não só o gosto e textura, mas a consistência e formato da paçoquinha.

paçoca_02


 

Gostaram dessa receitinha simples? Deixe seu comentário!

Um beijo,

Domi.

Siga-me nas redes sociais:

social_medias

 

BELEZA E CUIDADOS LIFESTYLE

Dieta da Proteína (Paleolítica)

[vc_btn title=”Se inscreva” style=”classic” shape=”square” color=”white” Olá, pessoal! Tudo bem?

Quem viu o post que fiz no Instagram (dominiquedovalle) hoje sobre pós-páscoa, renovação e cuidados com o corpo?! Pois é, para quem não sabe, a Páscoa é momento de renovação e, sem mais delongas, entrei no assunto para dizer que para haver qualquer mudança, primeiro temos que nos reinventar por dentro. Isso mesmo! Mudar de dentro para fora!

Bem, entendido isto, minha sugestão foi que a mudança começasse pela alimentação. Afinal, você é o que você come. Eu sei, isso é um clichê! Mas, é muito real!! Ou já viu alguém comer hambúrguer com batatas e refrigerante todos os dias e ser satisfeito com seu corpo, saudável e feliz?! IMPOSSÍVEL. Não digo pela estética e nem defendo isso. Falo pq já passei pela dor de se olhar no espelho e não se reconhecer e só voltar a ser feliz depois de emagrecer novamente, olhar no espelho e ver que havia renascido.

Então, aproveitei o pós-páscoa para me reinventar, mudar algumas coisas, alguns hábitos, e claro, retornar para minha alimentação da felicidade. Sério, gente! Eu me sinto muito mal quando como “mal”, se é que me entendem. Aliás, não preciso nem pensar nisso, pq logo que me alimento assim, meu corpo trata de mandar o recado rapidinho em forma de dor de cabeça, má digestão, dor de barriga, enfim, essas coisas desagradáveis que muita gente passa diariamente e prefere esconder com remedinhos para tudo o que sente.

Ok. Já escrevi demais. Querem saber logo sobre essa alimentação que afinal está no nome do post?? Vem comigo!


 

Qual o conceito dessa dieta?

Bom, para não soar estranho, imagine que vive na Era Paleolítica, láaa nos primórdios… como os “homens das cavernas“. Imaginou?! Então, é fácil compreender que não existem máquinas agrícolas, indústria alimentícia, nem instrumentos de culinária. Certo? Isso significa que comer não é uma diversão, passa-tempo, ou desejo! Comer é ter fome, necessidade para sobreviver.

Agora pense, se não tem máquinas e nada parecido, como comer grãos? Massas? Doces feitos com açúcar branco? Não daria. Isso pq eu, você e nem os “uga-bugas” precisavam dessas “coisas” (que chamamos de alimentos) para sobreviver. Eu sei, é triste (e real)!

E sabe o que é mais triste ainda? É saber que eles viviam melhor nas cavernas do que nós! Por isso, foram feitos muitos estudos e chegou-se a conclusão de que não precisamos de NADA dessas coisas para sobreviver. Ah, não quero dizer para enterrar sua Nutella! Só que precisamos de um equilíbrio para termos saúde. Não crucifico jacadas. EU JACO! E assim vamos seguindo felizes… Só não ache normal “meter o pé na jaca” todos os dias. Ok?! Ok.

Como já era de se esperar, tão simples quanto àquela era que dá o nome, é a dieta em si. Devemos comer basicamente o que era acessível aos “viventes” das cavernas. Por favor, não saiam por aí caçando! haha. São necessárias algumas adaptações, afinal, se não houvessem, de que serviria a evolução?! Antes de achar tudo isso muito louco, veja que tudo isso faz total sentido, caso contrário nós não estaríamos aqui hoje.

Daí você pode pensar: “ah, mas isso é tão distante…faz tanto tempo que mudamos a alimentação humana.” E eu responderia: “Lembre-se que as comidas mudaram a muito menos tempo do que o ser humano existe na Terra.”


 

Como funciona?

Esta dieta tem como base controlar o nível de insulina no sangue. Já ouviu falar no “hormônio do metabolismo” (leptina)? Ele que auxilia no controle da pressão arterial, colesterol, triglicérides e armazenamento de gordura. Ou seja, quanto mais leptina, menos fome; quanto menos leptina, mais fome. (Posso falar sobre isso em outro post). Em outras palavras, como já comprovado por cientistas, os carboidratos são os responsáveis por induzir o organismo a produzir insulina, e altos níveis de insulina prejudicam a “quebra” dos depósitos de gordura no corpo humano. E a uma ingestão menor de carbo, mantém baixos os níveis de insulina, que gera a produção do hormônioglucagon” (responsável por usar transformar a gordura em energia para o corpo) AQUI QUE ENTRA O BACON <3. E isso gera a perda de peso! Não é FANTÁSTICO?? #bacontente #barrigadebacon #menosrotulos


 

Dúvidas? Sugestões? Escreva nos comentários que responderei!

Um beijo!

#TeamDomi

SIGAM-ME NAS REDES SOCIAIS:

 

social_medias

BELEZA E CUIDADOS LIFESTYLE

Receitinha: Nhoque Fit de Batata Doce

Olá! Tudo bem?

Vim deixar mais uma receitinha fit e delícia para vocês! Nhoque feito de batata doce com molho de tomate fresco. O molho fica a sua escolha. Bora para a receita?

INGREDIENTES

2 batatas doces médias

1 ovo

2 colheres de chá de sal

¾ de xícara de farinha de arroz (ou farinha de trigo)

2 litros de água

1 colher de azeite

IMG_1659

MODO DE PREPARO

Cozinhe as batatas doces. Passe as batatas cozidas pelo espremedor de batatas e reserve até que a temperatura abaixe (morno para frio). Ferva a água em uma panela juntamente com o azeite e 1 colher de chá de sal. Coloque a batata em uma vasilha. Acrescente o ovo, 1 colher de sal e metade da farinha. Misture os ingredientes e acrescente farinha aos poucos, até que a massa comece a desgrudar das mãos. A farinha utilizada pode variar de acordo com a quantidade de batata, entretanto, o importante é a massa não ficar pesada, ou seja, acrescente farinha até que ela comece a desgrudar da mão e não fique como uma massa compacta. Após isso, enfarinhe uma superfície, pegue uma parte da massa e enrole formando tiras longas. Corte o nhoque do tamanho desejado e coloque na panela com água fervendo. Assim que os nhoques subirem para a superfície da panela, retire-os e coloque em um refratário. Acrescente um pouco de molho de tomate para que os nhoques não grudem. Após ter feito todo o nhoque, termine de colocar o molho de tomate, acrescente o queijo parmesão por cima e leve ao forno a 200 graus por 15 minutos para gratinar.

IMG_1662

Um beijo!

 

 

LIFESTYLE

RESENHA: Ampolas L’oréal – Booster

Olá, meninas! Tudo bem?

Hoje é dia de vídeo no canal! E como complemento, deixo este pot com os detalhes da resenha aqui no blog.

Então, meninas, a resenha lá no canal fala sobre duas ampolas Booster da L’Oréal. Praticamente um achadinho de beleza! Lá no vídeo conto onde comprei e o valor de cada. Vocês vão A-D-O-R-A-R!

Como já contei tudinho por , vim aqui só complementar com algumas informações. Vamos lá?

A L’oréal lançou essas ampolasbooster” como um diferencial. Vejam esta tabela que mostra rapidinho a diferença entre uma ampola normal e uma “booster“:

Captura de Tela 2016-03-20 às 21.19.06

São cinco ampolas ao todo. As duas que escolhi foram a “reparação de massa” (azul) e a “reparação total 5” (vermelha). Assistam ao vídeo e vejam o que achei das duas. (Link no final do post).

serum-booster-elseve

ampolas

Confesso que achei muito fofo o fato de ter glitter! Hehehe.

ampolas

As duas são cheirosas e sua textura leve como se fosse um gel mais ralo. Espiem:

booster

Além das ampolas booster, a L’oréal criou a linha completa. Com xampu, condicionador, máscara, creme de pentear e claro, a ampola de arginina. Olhem a linha:

Produtos Arginina

Produtos reparação total 5

Além de duradouras, estas ampolas são bem fáceis de aplicar. Vejam:

Captura-de-Tela-2015-03-09-às-17.02.05

 

ASSISTAM AO VÍDEO:

Um beijo!

LIFESTYLE MODA

MODA DIVERTIDA – Patches, broches e pins!

Olá, meninas! Tudo bem?

Sabem aquelas tendências que vão e voltam? Então, gatas garotas, os patches, broches e pins voltaram com tudo! Quem nunca teve uma coleção de broches?!

Para quem não sabe o que são “patches“, eu explico rapidinho: uma espécie de figuras bordadas em roupas e acessórios para dar um ar todo fashion ao look! Eles surgiram no início dos anos 90 e voltaram em grande estilo.

Espiem esse exemplo:

Vestido_patches

Marcas como Louis Vuitton, Dior, Gucci, Chanel, inclusive a it-girl Chiara Ferragni, criaram peças lindas para usar e abusar dos patches.

Patches_LV

Essas jetsetters da Gucci são arrasadoras! O que as deixa ainda mais interessantes é o fato de precisarmos de muitas milhas para podermos ter todas as seis da coleção! Achou estranho?! Eu explico, essa série de bolsas da Gucci só existe em cidades específicas. Sim, cada lugar tem seu modelo!

A 1ª foi a de Milão, lançada em dezembro, mas agora em janeiro a marca anuncia outras para Roma, NY, Londres, Paris, Tóquio, Xangai, Hong Kong e Dubai, todos os modelos exclusivos de cada cidade. E adivinhem!? A diferença entre cada uma é justamente os patches! É, os bordados característicos nos desfiles de Alessandro Michele para a grife.

Reparem que a primeira, que representa NY, tem patches de boca, corações e raios; já a de Tóquio tem raios verdes e as flores são um tom de rosa claro.
Gucci

A versão mais tradicional é a jaqueta jeans com patches. O street style vem nos mostrando que podemos ousar mais e investir em patches não só em jaquetas, mas em bolsas, calças e sapatos.

Mix 3

Olhem o street style mostrando que essa tendência é mesmo fun com estas it bags!

mix 1

A nova coleção da Dior, Cruise 2016 e apelidada de Paradise, traz em suas bolsas muitos patches e estampas florais. Confira fotos das bolsas que se tornaram D-E-S-E-J-O!

Dior_patches

Vejam a coleção de sapatos da Chiara, são super fun! Eu A-M-E-I a proposta! Afinal, nada melhor do que “O sapato” naqueles dias em que temos que dispensar o salto e usar uma sapatilha qualquer deixariam o look sem graça.

Chiara_sapatos_patches

Eva Chen, diretora de moda do Instagram, também ousa nas cores e patches. Veja algumas fotos do IG dela:

Eva

Portanto, gatas garotas, não importa qual peça usarão com os patches, o que importa é ter um look cool!

 

Eu curti muito! Vocês gostaram?

Beijo!

BELEZA E CUIDADOS LIFESTYLE

Receitinha – Escondidinho Fit

Olá, pessoal! Tudo bem? Bateu aquela vontade de comer algo gostoso? Que tal unir o útil ao agradável e comer algo saboroso e fit!? Sim, isso é possível. E basta apenas substituir alguns ingredientes da receita original.

Como o nome já diz, a receita de hoje é um escondidinho fit. Para esta versão saudável substitui os carboidratos vazios (que só engordam por dar picos de insulina no sangue, além do que dão uma falsa saciedade, já que são absorvidos rapidamente pelo organismo) por carbo complexo (que tem digestão e absorvidos lentamente, gerando aumento gradual e pequeno da glicemia). Simples, não!?

Vamos lá?

 

INGREDIENTES (4 porções):

  • 1 Batata doce grande;
  • 1/2kg de Carne moída;
  • 4 Fatias de queijo mussarela (os queijos amarelos tem gorduras naturais que dão mais saciedade e, tem quase nada de carboidratos – que é o grande vilão do emagrecimento);
  • 1 Col. sopa de cream cheese;
  • 1 Cebola;
  • 2 Dentes de alho;
  • Azeitonas;
  • (E demais temperinhos que preferir. Eu uso cebolinha, salsinha e pimenta do reino).

IMG_1573

Clique aqui e vá direto para o seu carrinho virtual completo para esta receita no Gurvam!

MODO DE PREPARO

  • Depois de fazer um purê com a batata, misture o cream cheese e reserve;
  • Com o alho e cebola dourados, refogar a carne com temperos de sua preferência;
  • Em um refratário pequeno (20x20cm), unte com óleo de coco (ou azeite), adicione um pouco do purê até cobrir o fundo;
  • Adicione a carne, azeitonas e despejo o restante do purê, com cuidado até ficar uniforme;
  • Por fim, coloque o queijo e leve ao forno pré-aquecido até ferver e dourar o queijo.

IMG_1570

Saiba mais sobre o Gurvam clicando aqui!

Façam e digam aqui o que acharam! 🙂

Para facilitar, clique em Gurvam (supermercado on-line) e faça suas compras para esta receita deliciosa!
É só acessar o link que você encontrará seu carrinho com todos os produtos necessários.

Não esqueçam de comentar e compartilhar.

Beijo!

LIFESTYLE

Fim de Semana na Serra – Visita a Vinícola Casa Valduga

Olá, pessoal! Tudo bem com vocês?

Quem acompanha meu Instagram (@adomidovalle) e Snapchat (dovalledomi) viu que no fim de semana passado estava na Serra gaúcha. Onde reencontrei amigos, revistei lugares e conheci coisas novas. Foi tanta coisa junta que é assunto para mais de um post! Por isso, hoje falarei apenas da visita a Vinícola Casa Valduga, que fica localizada no Vale dos Vinhedos na cidade de Bento Gonçalves – RS. Vamos lá?

Bom, depois de passar a sexta-feira e sábado em Caxias do Sul – RS, domingo foi dia de tomar café com nossos amigos e partir para Bento Gonçalves que fica mais ou menos meia hora de Caxias. Ao sair de estrada e seguir caminho rumo ao Vale dos Vinhedos, onde se encontram as diversas vinícolas e afins, já se pode ir admirando a linda paisagem local. Rodeada por morros, parreirais e muito verde, Bento é só amor.

Vejam uma amostrinha do que se pode encontrar no caminho:

Caminho_Bento

 

Já no Vale dos Vinhedos, finalmente chegamos a Casa Valduga:

Casa_Valduga

A Casa Valduga é a minha preferida no Vale dos Vinhedos. Cada detalhe deste lugar é inesquecível, o local em si, o atendimento, os vinhos e a comida. Ao chegar, nos dirigimos a recepção para agendarmos nosso passeio que acontece no subsolo, onde abriga toda o maquinário de produção das bebidas até a rotulação. Lá embaixo também é o local onde armazenam seus produtos com temperatura ambiente ideal para todas as bebidas.

Antes de conhecermos mais o local, fomos almoçar no restaurante Maria Valduga que fica lá dentro mesmo! O restaurante recebeu este nome em homenagem a matriarca da família, bem como um lote de vinho. Como o restante da propriedade, o restaurante é um lugar lindo e aconchegante. Todo em pedras, com lindos lustres e um teto imponente trabalhado nas folhas das uvas. Claro que não poderia faltar uma boa adega!

Maria Valduga Ristorante:

MV_2

Um brinde a paz que este lugar proporciona!

MV_3

O restaurante oferece um único modo de serviço, vulgarmente conhecido como “rodízio italiano”, que nada mais é do que entradas típicas, como este pãozinho com pasta de berinjela, seguido de sopa de capelete e uma sequências de massas finas diversas, galetos e costelinhas de porco com geleia de morango e pimenta e dois tipos de sobremesa (Quem viu o vídeo que postei neste domingo 13/03, já sabe que escolhi o sagu, né!). O serviço é maravilhoso, assim como a comida e o vinho. Esta sequência (rodízio) custa aproximadamente R$ 80,00 reais por pessoa.

MV_1

Maria Valduga

Reparem no teto! A luz ficou um pouco estourada, mas ainda dá para ver algumas partes que simulam as ramificações de uma folha de parreira. Ao fundo uma foto da matriarca Maria Valduga, que como disse ali em cima, recebeu não apenas o nome deste restaurei, mas um lote do vinho mais caro da casa que não sai por menos de R$ 17.000 reais na própria vinícola. Além de ser um vinho especial, suas garrafas tem um cuidado todo diferenciado. As garrafas são polidas a mão e sua rotulação também é todas artesanal. Como se já não fosse suficiente, os rótulos são todos trabalhados em ouro amarelo.

Apreciem a delicadeza desse trabalho:

Lote Maria Valduga

Após o almoço fomos dar uma volta pela propriedade que abriga vários prédios de pedras, muito verde e lindos parreirais.

CV_1

_DSC4955 _DSC4908

Logo depois foi iniciado nosso passeio que custa R$ 40,00 por pessoa, dura cerca de 1h, período em que andamos pelos corredores da fábrica, conhecendo mais sobre seus vinhos e os degustando. A vinícola também oferece um curso (com diploma e tudo) para os amantes de vinhos. (Informe-se sobre datas e horários de disponibilidade).

CV

Luiz Valduga é o patriarca da família.

CV

 

CV

CV

CV

CV

_DSC4885

CV

_DSC4902

Neste local ficam algumas instalações da fábrica, incluindo a loja com todos os vinhos e espumantes da marca._DSC4950

Ainda no Vale dos Vinhedos, mas não dentro desta propriedade, há a loja de geleias e outros produtos que não bebidas, chamada de Casa Madeira. Aqui onde moro compro as geleias da marca no Bourbon.

 

Gostaram do passeio? Tirei bastante fotos para vocês terem noção de como é o local.

Beijos!